sábado, 14 de março de 2015

Medo


Têm “seis milhões”
Ditos d’adeptos
E muitos mais métodos
Pr’a novas ilusões!

O país é pequeno
Par’os albergar
E ao s’emigrar
Não se dá o pleno!

É a instituição
Maior qu’a cidade!
E a edilidade
Dá-lhes isenção!

Seja por decreto
Ou por protocolo
Tod’o novo pólo…
Se constrói a coberto!

Seja um milhão
Ou cinco milhões
Das contribuições
Não se vê tostão!?

De pública utilidade
É o dito projecto!
Por se ter erecto
Na clandestinidade!!

Mas é importante
E dá muitos votos!
Quem são os ignotos
Que não vêem o gigante?

Até enche arenas!!
Desd’o sul ao norte
E nisto se tem forte
Pr’a vencer, apenas…

E por ser diferente
Tem-se por “glorioso”
Já sem ser famoso
Desd’o antigamente…

Quando então vencia
Também por decreto!
Pois isso er’o certo
Pr’a quem decidia…

Mas hoje, “democrata”
Já disputa a bola!
Mas se não descola…
Mostra-se autocrata!

Quer vencer por meio
Pr’a mostrar valor
Mas é no andor…
Que nos mostra o veio!

E nesta semana
Até ench’o estádio!!
Par’o povo o gáudio!!
Pois o medo…emana!!

São a maioria!!
São a multidão!!
E ser campeão
Só por sinergia…

Pois qu’o já sentem
No fundo do estômago
E é nesse âmago…
Que sabem que mentem!!

Têm-nos à perna
Aos que não desistem!
E só porque resistem
Nessa frente externa

Acham qu’o aparato
Nisso, os assusta!!
Pois só isso ilustra
Um campeão… por rato!!

Podem ser milhões
E ter muitos interesses
E ainda mais benesses…
Mas ser campeões?

Já lhe not’o cheiro
De quem se borrou!!
De quem não ganhou
Mesm’ao ser primeiro!!

E no seu pavor
São fanfarrões!!
Pois que são milhões…
É esse o seu valor?

Mas se não vencem
Como está escrito!?
E no último minuto…
Têm o que merecem?

É grand’o choro
Depois da ajuda!!
– Quem nos acuda!!
Que nisto me morro!!

Será a depressão
Qu’aí possa vir?
E isto ruir
Como Estado-Nação?

Um país doente
Nessa frustração?
Quasi-campeão…
Como antigamente?

E mesmo assim
Lá perder o ceptro!
E só c’um decreto
Poder ganhar, por fim?

Acabar com sistema
Da democracia?
Qu’isto não é via
Pr’a ganhar, por lema!?

Que não há direito
A maioria, perder…
– Milhões ao poder!!!
C’o medo é preconceito…

Por: Joker
Enviar um comentário
>