segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Champions League: Shakhtar D. - FC Porto (Antevisão)

#FCPorto #Shakhtar #ChampionsLeague


O primeiro adversário a ser sorteado no grupo do F.C. Porto, e teoricamente o adversário mais cotado do grupo, foi o Shakthar Donetsk. Apesar da valia dos ucranianos, experientes nestas andanças, acabam por ser, na teoria, um dos adversários mais “acessíveis” do pote 2, tendo em conta que se encontravam entre clubes como o Manchester City, Psg ou Dortmund.

Fundado em 1936, o Shakhtar é o actual campeão ucraniano, título que conquistou por 9 vezes, sendo que conta no currículo com um título europeu, a Liga Europa conquistada em 2008/09.

Este será o 3º encontro entre os ucranianos e o F.C. Porto, depois dos encontros de 83/84, na extinta Taça das Taças, e em 2011/12, na fase de grupos da Liga dos Campeões. O histórico está totalmente do lado dos portistas, com 3 vitórias e um empate, e um saldo de 8-4 em golos marcados.

A equipa é orientada pelo romeno Mircea Lucescu há mais de uma década, e composta por uma base de jogadores ucranianos e brasileiros (quase em mesmo número). Esta tendência de aposta no mercado brasileiro é já histórica no clube, que ao longo dos últimos anos tem apostado em planteis com uma grande base de jogadores canarinhos. Esta predominância brasileira nota-se principalmente do meio campo para a frente.

Entre esses brasileiros, destacam-se alguns que foram apontados (uns com mais força que outros) ao nosso clube. Desde Bernard, a grande novela do Verão de 2013, passando por Fernando ou Taison, todos acabaram por preferir o dinheiro ucraniano, sendo que alguns já mostraram o seu arrependimento pela opção. Também Luiz Adriano foi várias vezes apontado ao Dragão, mas este sempre como dado de saída dos ucranianos. Ismaily também é outro dos nomes familiares, pela sua passagem em Portugal (Olhanense e Braga), mas há outros nomes que qualquer adepto de futebol conhece: Srna, o lateral croata que tem uma carreira que fala por si; Wellington Nem ou Douglas Costa, dois desiquilibradores de grande qualidade que terão, certamente, futuro na selecção canarinha.

Na presente época o Shakthar já venceu a Supertaça (2-0 sobre o Dynamo Kiev) e leva 5 vitórias em 5 jornadas do campeonato, o que atesta bem da qualidade destes ucranianos.

Um ponto que pode jogar a favor da nossa equipa é o facto de, devido aos conflitos actuais na Ucrânia, o jogo se disputar em Lviv e não em Donetsk. Lviv fica no extremo Ocidente do país, e torna-se quase num jogo em campo neutro, até porque o encontro será na 2ª jornada do grupo, quando as temperaturas ainda estarão, em teoria, aceitáveis. 


O primeiro encontro entre as duas equipa está então marcado para amanhã dia 30 de Setembro. 

O FC Porto viajou para a Ucrânia com os seguintes jogadores: Fabiano, Andrés Fernández e Ricardo; Danilo, Martins Indi, Marcano, Ricardo, Quintero, Brahimi, Jackson Martínez, Tello, Reyes, Evandro, Herrera, Adrián López, Alex Sandro, Óliver, Rúben Neves e Aboubakar.

Como tal prevemos que se apresente com a seguinte formação: 



Por: Eddie the Head

Enviar um comentário
>