terça-feira, 16 de setembro de 2014

aBATE-los!

Como adversário mais fraco do grupo calhou-nos em sorte o Bate Borisov, campeão da Bielorrússia.um adversário festejado por muitos Portistas como se de uma vitória se tratasse, visto que era juntamente com a Roma, a fava do pote 4, os únicos adversários que nos podiam sair depois de saírem todas as outras bolas de sorteio.


O Bate, como é conhecido, é uma equipa modesta fundada apenas em 1973, a equipa Bielorrussa apesar da sua curta história de vida conta com vários títulos de Campeã do seu país, sendo que venceu a competição nas últimas oito épocas. Tem na sua posse também o feito de ser a primeira equipa do país e entrar na fase de grupos da Liga dos Campeões.

Embora não sendo um adversário para desmerecer respeito, podemos dizer que é uma das equipas mais fracas desta edição da Liga dos campeões, que marca presença apenas pela quarta vez na fase de grupos da Champions League. Conta curiosamente como curriculum apenas duas vitórias nesta competição, uma sobre o que na época acabaria por vencer o troféu (Bayern Munique) e outra sobre o nosso adversário direto nesta pré eliminatória de acesso, o Lille.

Para chegar a esta fase de grupos o bate defrontou na anterior pré-eliminatória o Slovan Bratislava a quem venceu em casa por 3-0 e empatou em Bratislava na segunda mão por 1-1 num jogo curiosamente apitado pelo português Olegário Benquerença, arbitro de nossa má memória.

O Bate treinado por Aleksandr Yermakovich, joga preferencialmente num 4-3-3 e viu sair para o campeonato francês e para o Mets a sua maior figura, o médio ofensivo Krivets. Sendo reforçada entre outros com o médio ucraniano Andriy Yakovlev, e com os defesas Khagush e Tubic.

O seu onze é normalmente constituído por, Chernik na baliza, protegido por um quarteto defensivo formado por Anri Khagush, Egor Filipenko, Olekhnovich e Polyakov, no meio campo Dmitry Likhtarovich, Aleksandr Volodko e Yakovlev e na frente de ataque tem a sua principal figura Vitaliy Rodionov que se faz acompanhar por norma por Ilya Aleksievich e Gordeichuk.


Embora sendo uma equipa acessível a partindo como principal favorito o FC Porto comandado por Lopetegui não pode facilitar, 

Se nada de última hora acontecer o FC Porto - com a volta de Alex Sandro à lista de 18  convocados (Fabiano, Andrés Fernández, Danilo, Martins Indi, Maicon, Marcano, Casemiro, Quaresma, Brahimi, Jackson Martínez, Quintero, Tello, Evandro, Herrera, Adrián, Rúben Neves e Aboubakar) deverá alinhar com um onze parecido com o da figura seguinte, note-se que a minha preferência recai num Rúben Neves a jogar na posição 6 (onde tem feito o trajecto dele e onde deu cartas para integrar o plantel) e Casemiro mais avançado na posição 8,


Amanhã é para GANHAR!

  Por: Rabah Madjer

Enviar um comentário
>