quinta-feira, 10 de maio de 2012

O que falta (CRÓNICA)









No futebol pouco ou nada falta para decidir para os nossos lados. Provavelmente, o Hulk quer discutir a Bola de Prata, mas vai ser difícil. Deixá-los entreter com isso.

Isso não significa que a época está terminada para o Futebol Clube do Porto. Falando das 4 modalidades principais, 2 já estão com a situação praticamente arrumada.







Já falei do futebol, onde foi um ano de luta, mas sempre com muito querer, muita garra, muita coragem e onde o mais forte sobreviveu. Nós sabemos, não interessa eles não saberem. Ainda bem que não sabem, é sinal que para o ano estão outra vez com a mesma única taça nas mãos e com as mesmas desculpas esfarrapadas que ano após ano usam (ao menos podiam ser originais!).
A outra modalidade onde já cumprimos a nossa tarefa é o andebol. Ganhamos o campeonato, fizemos o tetra. Fomos sem dúvida a melhor equipa nacional e só a derrota na final da Taça com o Sporting ofusca um pouco mais uma época com sucesso.

Para o ano é entrar de vez na Champions. Temos qualidade mais que suficiente para estar presente na fase de grupos. É sempre por um chavelho, mas temos que estar confiantes que este vai ser O Ano. A Europa também merece ver-nos jogar, já é altura.


Falta, por isso, o hóquei e o basquetebol.

Falemos primeiramente dos decacampeões. 

Está a ser um ano um pouco conturbado, mas onde ainda podemos ser felizes. Ganhamos a supertaça e no campeonato temos, a 5 jornadas do fim, 1 ponto de atraso para “os lá de baixo”. (Não esquecer o Candelária que está apenas com 3 e 4 pontos de atraso, para o 2º e 1º, respectivamente).
A derrota há pouco tempo com o Espinho não veio nada a calhar e tomou todos de surpresa, infelizmente.
Ainda temos que ir à Luz e receber o Candelária, ao passo que “os lá de baixo” ainda vão aos Açores.

Só é possível retirar uma conclusão: Está tudo em aberto!

E com o nosso espírito guerreiro e lutador, nada é impossível.

Estava eu na festa do bicampeão nacional e a acompanhar das maneiras possíveis o resultado em Viana, onde os nossos jogadores estavam a perder 6-1 ao intervalo.

Já perdemos? Nada disso!! Pouco a pouco, fomos recuperando e a festa até soube melhor quando soube que tínhamos ganho 6-7! (O facto do Espinho ter conquistado o campeonato de volley no pavilhão da Luz também me soltou um grande sorriso na cara.)






Alguém se lembra do jogo contra o Candelária no ano passado? Fantástico? Épico?
Sim, isso tudo. Grande trampolim para a conquista do campeonato.





Vamos pensar que isto foi um paralelismo. Vamos acreditar. Vamos a Eles!


No basquetebol estamos na final dos playoffs com “os lá de baixo”, e temos a vantagem do possível 7º jogo se realizar no nosso pavilhão, devido ao nosso 1º lugar na fase regular. Além disto, já ganhamos a Supertaça, a Taça da Liga e a Taça de Portugal. O 1º jogo é este sábado no Caixa, mesmo antes do jogo em Vila do Conde.

Apesar de a outra equipa poder ter mais soluções no banco que nós, a nossa chama-se Futebol Clube do Porto. Só com isto, o panorama muda. Cada um dos nossos jogadores sabe porque joga e para o que joga.
O nosso destino é o de vencer, em qualquer sítio, em qualquer situação!


Força campeões, estamos todos com vocês para esta luta final!


Somos uma equipa habituada ao triunfo, habituada à glória. E isto só é possível porque temos 4 grandes treinadores, 4 homens com H grande. Claro que uns já sofreram críticas (eu mesmo já critiquei), mas não é por isso que deixam de ser grandes e todos eles, portistas!!!


Por isso, Vítor Pereira, Moncho López, Tó Neves, Ljubomir Obradovic e respectivas equipas, desde já, um grande, grande OBRIGADO!


Vamos apoiar a nossa equipa, eles merecem. Mostrar-lhes mais uma e outra vez que estamos com eles. Sempre, sempre, sempre.


O que falta é isto e não apenas o jogo em Vila do Conde.

Por: Dragão14
Enviar um comentário
>