segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Parceria FC Porto - Porto Canal, mais uma conquista do Mestre Pinto da Costa.


Já há bastante tempo que se esperava por uma decisão à medida e mestria de Pinto da Costa na área do audiovisual, mais especificamente num projeto pessoal e consolidado de televisão para os cada vez mais adeptos e simpatizantes do FCP que existem por esse mundo fora e ao contrário do que se esperava, o presidente desportivo com mais anos no ativo em Portugal e no planeta Terra, Jorge Nuno Pinto da Costa, uma vez mais veio a terreiro surpreender tudo e todos com um projeto inédito em Portugal, e a julgar pelo que já veio a público, pleno de sustentabilidade social, económica e desportiva, estando aí para vingar numa área de enorme concorrência neste tipo de mercado tão específico.

Criar um canal desportivo próprio em Portugal é sempre um ato arriscado por necessitar sempre de um investimento considerável que num momento como este em que estamos a viver não seria recomendável, e será aqui que se encaixará como uma luva o Porto Canal como parceiro direto do FC Porto, que neste momento não passava de um canal de fraca audiência, de conteúdos muito reduzidos e focalizado essencialmente a norte do país.


Com esta sábia parceria com o FC Porto ganharão ambos os empreendedores, ganha o próprio canal que passará a ser mais visto na grande janela do mundo e ganhará também o FC Porto que poderá tirar partido da sua já rica imagem, tanto no país como também no estrangeiro onde já faz marcar a sua marca com distinção e mérito desportivo.
Ao contrário do seu rival a sul, o FC Porto optou e quanto a mim muito bem, por não investir num tipo de canal-adepto onde por vezes impera a doentia parcialidade de opiniões, falando só a uma voz e não dando a possibilidade do direito ao contraditório, optando assim por iniciativa própria por uma corrente pluralista e mais adequada ao universo desportivo.

Numa parceria como esta não haverá tratamento especial para um só clube, nem privilégios associados a princípios predefinidos, podendo assim ambas as partes poderem continuar a desenvolver as várias áreas ligadas ao projeto a dois, como serão a área do merchandising, organização de eventos, publicidade da marca FC Porto, etc., e por último, o clube do momento em Portugal com esta operação prestará também um enorme serviço público ao país, fazendo dum canal de cariz regional, um canal de forte expressão nacional e mundial que ao que julgo saber irá também poder ser visto por esse mundo fora, através do maior símbolo desportivo de Portugal do momento, mesmo que isto custe o que custar ou doa o que doer a muita gente.

Para juntar a tudo isto e ainda para abrilhantar todo o projeto, já se fala pelos vários órgãos de comunicação social que Júlio Magalhães, um dos jornalistas mais carismáticos e conhecidos do audiovisual, neste momento ao serviço da TVI, para além de ser um defensor acérrimo e entusiasta da causa portista em Lisboa, o que acarreta sempre alguma coragem e risco associado à profissão de jornalista no sul do país, foi convidado pelo FCP para ser o diretor geral do Porto Canal, escolha que a ser confirmada será sempre bem acolhida pelas hostes portistas, tendo em conta o seu amor ao clube e o seu passado como desportista e jornalista, que eu sou o primeiro a aplaudir e a subscrever. 




Por: Natachas
Enviar um comentário
>