quinta-feira, 17 de setembro de 2015

FC Porto 29 - 23 Madeira Sad - Mais uma etapa ganha


O FC Porto jogou ontem em casa para a 3ª jornada do campeonato. Esta não é uma frase de introdução, é para muitos uma informação. O nosso Dragãozinho esteve mais despido que o habitual. Normal, dia de semana, horário apertado para quem estuda ou trabalha e porque a seguir havia jogo de Champions. Teve de ser, até porque a Champions do andebol também vai começar...

Assistimos a uns primeiros minutos de mau andebol. Muitas falhas técnicas, poucos golos e pouco acerto de ambos os ataques, sobretudo do nosso. Nos primeiros 5 minutos marcamos um golo apenas. E coleccionamos falhas nada habituais.

Não é de estranhar que tenhamos estado quase sempre em desvantagem no primeiro tempo. A equipa madeirense estava a criar dificuldades com a sua defesa profunda, alternando entre o 5*1 e o 3*2*1. Rui Silva, o nosso novo central, era quase sempre alvo de marcação individual. Conseguíamos discutir o marcador sobretudo através de penetrações individuais dos jogadores de 1ª linha linha e das acções do nosso ponta Hugo Santos. No resto muitas dificuldades. Nem nos livres de 7 metros tínhamos ainda encontrado os niveis habituais de acerto. Ricardo Moreira falhou, António Areia também. Dois especialistas nestes lances. De realçar que o segundo falhou um destes lances pela primeira vez esta época.

Defensivamente também não estávamos ao nosso nivel. Concedemos muitas situações de remate aos 6 metros ao pivot adversário.

Não é de estranhar que, durante quase toda a primeira parte, estivéssemos em situação de desvantagem que já era de 3 golos ao aos 20 minutos (7 - 10).

Ricardo Costa pediu um desconto de tempo para acertar estratégias. Resultou.

Mudou também na baliza. Quintana, que tantas vezes nos salvou e que de certeza o fará no futuro, não estava a ter um dia dos seus. Sem problema, se um não está, temos outro de grande valia. Entrou Laurentino. A recuperação começou pela baliza. um, dois, três ataques parados pelo nosso guardião...

Outro Hugo subiu igualmente de produção. Hugo Santos. Eficácia tremenda. 3 golos seguidos. O últimos deles colocou-nos pela primeira vez em vantagem no marcador (13-12).

O intervalo chegou com as equipas empatadas a 13.

A nossa equipa estava por cima no final do primeiro tempo e entrou na segunda metade da mesma forma. Mostrámo-nos sólidos na defesa e finalmente a fazer sair uma das nossas armas, o contra-ataque.

Dez minutos fantásticos a abrir uma diferença de 5 golos (21 - 16). Destaque para o parcial de 6 - 1 logo a abrir, a colocar o resultado nos 19 - 14.

Conhecemos a valia desta equipa. Sabíamos que após conseguir esta vantagem, muito dificilmente a vitória fugiria. Foi o que aconteceu.

Mantivemos sempre o adversário nos 5 ou 6 golos de diferença. Deu para começar a pensar no primeiro desafio da Liga dos Campeões nos momentos finais.

No final o marcador mostrava um 29 -23. Resultado conseguido com uma boa segunda metade. Não foi o jogo mais conseguido que já tivemos, mas uma época não tem só jogos bem conseguidos. O que há a adestacar é que mesmo abaixo do que já fizemos exibicionalmente, conseguimos vencer. Isso é o que diferencia uma equipa vulgar de uma boa equipa. E nós somos uma boa equipa. Uma equipa que é hepta e que continua bem orientada...

Com a 3ª vitória em outros tantos jogos mantemos obviamente o 1º lugar. Estamos onde queremos antes do começo de uma aventura diferente. No sábado segue-se a recepção ao Tatran Presov na 1ª jornada da fase de grupos. Ajudava um dragãozinho cheio a apoiar a nossa equipa... 




FICHA DE JOGO

FC PORTO-MADEIRA SAD, 29-23
Campeonato Fidelidade Andebol 1, primeira fase, 3.ª jornada
16 de Setembro de 2015
Dragão Caixa, no Porto

Árbitros: Fernando Costa e Diogo Teixeira

FC PORTO: Alfredo Quintana e Hugo Laurentino (g.r.), Gilberto Duarte (5), Yoel Morales (3), Gustavo Rodrigues (1), Miguel Martins, Rui Silva (3), Daymaro Salina, Nuno Gonçalves, Ricardo Moreira (3), Alexis Borges (3), Hugo Santos (8), António Areia (1), Nuno Roque (1) e Jordan Pitre (1)
Treinador: Ricardo Costa

MADEIRA SAD: Yusnier Giron e Luís Carvalho (g.r.); Gonçalo Vieira, Francisco Martins, Cláudio Pedroso (3), Daniel Santos (3), Nuno Silva (2) David Pinto (2), Elias Nogueira (4), Marco GIl (2), Nuno Carvalhais (4) e Nelson Pina (3)
Treinador: Paulo Fidalgo

Ao intervalo: 13-13









Por: Paulinho Santos
Enviar um comentário
>