sábado, 26 de setembro de 2015

1ª jornada da International Cup U21.



O FCPorto B defrontou a equipa alemã do Shalke 04, tendo vencido a partida por 1- 0. Com esta vitória o Porto soma assim os primeiros 3 pontos num grupo que conta ainda com o Everton e o Tottenham.

No onze portista, Luis Castro fez uma revolução. João Costa foi titular pela primeira vez na baliza. O lateral Rodrigo e o central Jorge fizeram companhia na defesa aos já habituais residentes Verdasca e Pité. No meio campo Tomás assumiu o papel de trinco e foi acompanhado por Graça e por Sérgio Ribeiro (1ª titularidade da época). No ataque, Ismael foi servido por Ruben Macedo e Ronan (outra novidade).

De destacar que no onze titular figuraram 7 jogadores formados no clube (João Costa, Verdasca, Jorge, Tomás, Sérgio Ribeiro, Graça e Ruben Macedo) , sendo que ainda entraram, no decorrer da partida, mais 2 jogadores (Rui Pedro e Rui Moreira) também formados no clube. Cada vez mais se nota uma aposta na prata da casa. Boa notícia!

Quanto ao jogo, notou-se obviamente falta de rotinas face às inúmeras mudanças mas sobretudo uma clara diferença entre a 1ª e a 2ª parte.

A 1ª parte foi do Shalke 04. A equipa alemã esteve sempre mais perigosa, mais rápida e mais organizada. No Porto o grande problema estava a meio campo. Sérgio Ribeiro era apenas uma sombra, por isso coube a Graça e sobretudo a Tomás segurar o meio campo.

Assim, não foi estranho ver a defesa portista a sofrer, valendo a calma e a classe do central Verdasca.

No ataque, o irreverente Ruben Macedo agitava o jogo, mas sem pontaria. Acabou por ser Ismael Diaz a ter a melhor oportunidade de golo.

A 2ª parte foi bastante diferente. Logo ao intervalo Luis Castro mexe e mexe bem. Sérgio Ribeiro sai para a entrada do mexicano Omar Govea e Ronan sai para a entrada de Rui Pedro (passando Ismael para a ala). As melhorias são imediatas. O FCPorto B passa a dominar o meio campo e a criar perigo no ataque.

E o golo acaba mesmo por chegar aos 60 minutos de forma natural e na sequência de um canto. Marca Ismael Diaz.

O FCPorto B continua a jogar bem até aos 70 minutos, momento em que o jovem central Jorge é expulso (por travar um ataque perigoso do Shalke 04).

A partir desse momento o FCPorto recua linhas e aguenta a vantagem até final, sem evitar alguns sustos.

O FCPorto B entra assim da melhor maneira nesta competição em que foi finalista o ano passado.






Análise individual:

João Costa: Um erro grave numa reposição de bola. De resto, esteve seguro e com uma boa defesa.

Rodrigo: Alguns erros e precipitações no passe. Estreia ansiosa.

Verdasca: Melhor em campo. Sempre calmo e directo ao assunto. Não falhou e transmitiu serenidade à equipa.

Jorge: Apesar da expulsão fez um bom jogo. Mas ainda tem muito que evoluir do alto dos seus 18 anos.

Pité: Dificuldades de posicionamento na defesa.

Tomás: Muito sozinho na 1ª parte. Omar deu-lhe uma valiosa ajuda na 2ª e o seu rendimento naturalmente subiu.

Sérgio Ribeiro: Jogou? Em sua defesa há que dizer que este jogador fez toda a sua formação como extremo...

Graça: Bom jogo com alguns pormenores interessantes.

Ruben Macedo: Irreverente mas falhou sempre na definição.

Ronan: Um elemento estranho à equipa. Esforçado mas inconsequente.

Ismael Diaz: O mais perigoso no ataque tanto no meio como na ala. Acabou por marcar o golo.

Omar Govea: Entrou muito bem repondo as forças da equipa.

Rui Pedro: Bons pormenores.

Rui Moreira: Entrou para central após a expulsão de Jorge. Aguentou-se.



FICHA DE JOGO

FC PORTO B-SCHALKE 04, 1-0
Premier League International Cup, Grupo B, 1.ª jornada
25 de Setembro de 2015
Adams Park, em Buckinghamshire, Inglaterra

Árbitro: Ian Rathbone (Inglaterra)
Assistentes: Mark Dadds e Rob Cockle (Inglaterra)
Quarto árbitro: Lee Brennan (Inglaterra)

FC PORTO B: João Costa (g.r.); Rodrigo Soares, Jorge Fernandes, Verdasca e Pité; Tomás Podstawski (cap.), Graça e Sérgio Ribeiro; Ronan, Ismael e Ruben Macedo
Substituições: Ronan por Omar Govea (46m), Sérgio Ribeiro por Rui Pedro (46m) e Ruben Macedo por Rui Moreira (70m)
Não utilizados: Caio (g.r.), Rafa, Cláudio e Enrick Santos
Treinador: Luís Castro

SCHALKE 04: Alexander Nübel (g.r.); Patryk Dragon, Tanju Öztürk (cap.), Tjorben Uphoff e Maurice Neubauer; Marvin Friedrich, Hendrick Lohmer e Max Machtenmes; Florian Pick, Thomas Rathgeber e Joseph Boyamba
Substituições: Maurice Neubauer por Daniel Koseler (46m), Patryk Dragon por Serkan Göcer (63m) e Max Machtenmes por Mateo Panadic (75m)
Não utilizados: Christian Wetklo (g.r.), John Malanga e Aleksel Gasilin
Treinador: Jürgen Luginger

Ao intervalo: 0-0
Marcadores: Ismael (60m)
Disciplina: cartão amarelo a Jorge Fernandes (34m e 68m), Tanju Öztürk (37m); cartão vermelho, por acumulação, a Jorge Fernandes (68m)



Por: Prodígio
Enviar um comentário
>