terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Uma estranha realidade

 #Joker #FreitasLobo #benfica #FCPorto #Incompetente



Se pudesse desdizer
Tudo aquilo quanto digo
Como divino castigo
Nele preferia morrer

Pois a verdade oficial
Escrita nesses “jornais”
São pecados capitais…
Menos em Portugal!?

Essa falta d’ética
Nas notícias que publicam
E por elas multiplicam
Essa mentira colérica!

Tud’o que se lhes oponha
Na desporto, na política
É sentenciado na escrita
Como verdade medonha!

E fazendo jus ao Lobo
Nessa crónica televisiva
Cuja crítica “assertiva”
Já não é nada de novo…

Vem o Correio do Crime
Anunciar aos sete ventos
Qu’o Porto venceu c’os tentos
Mais ilegais qu’o regime!!?

Nas linhas da imaginação
O Porto marcara três!
Em foras-de-jogo, à vez…
À vista da televisão!?

Uma mentira repetida
Nos pasquins ou na TV
É verdade, sei-o porquê:
Por mil vezes sugerida!

A premissa da realidade
É muito subjectiva
Porque’a verdade é tida
Por simples virtualidade!

E ao repetir a “verdade”
Os fazedores d’opinião
Fazem dessa “criação”
Uma estranha realidade…

Violando leis matemáticas
Criam novos universos
Com novos cálculos complexos
Que se convertem em táticas!

Tudo c’o único vector
De fazer valer o direito
De ter um mundo “perfeito”
No anunciado vencedor…

Eu sei o qu’a vida custa
Por se dizer a verdade…
Mais vale uma irrealidade
Do qu’uma realidade à justa!

Por isso é compreensível
Essas “verdades” absolutas
Qu’escritas tomam as escutas
Por verdade indivisível!

Nada que me surpreenda
Neste mundo aparente
Onde só s’é coerente
Desde qu’a vida se venda!

Pois não sendo vendável
Porqu’o mostrar por real
Se por cá em Portugal
Só o benfica é rentável?

E ferir a tanta gente
Que lhes compra papel
De notícias a granel
Nessa verdade demente?

Não, há que adornar
A pílula qu’o povo toma!
E a “notícia” conforma
O que há qu’acreditar!…

É por isso que me nego
A engrossar a maioria
E a crer no que dizia
Esse Lobo qu’ia cego…


Por: Joker
Enviar um comentário
>