sábado, 24 de janeiro de 2015

Segunda Liga, 24ª Jornada: Oliveirense 1 - 0 FC Porto B




O Porto B deslocou-se este Sábado ao terreno do segundo classificado, Oliveirense, tendo perdido por uma bola a zero.

O conjunto portista registou várias ausências: Kayembe (emprestado ao Arouca), Gonçalo Paciência (com a equipa principal), Lichnovsky e Francisco Ramos (a cumprirem castigo) e Ivo (a recuperar de uma lesão).

Assim, o onze inicial contou com várias novidades: Zé António fez companhia a Tomás no centro da defesa, David Bruno foi a novidade no meio campo e Pité ocupou a ala direita no ataque.

Mas vamos ao jogo. Esse pautou-se sempre por um grande equilíbrio e acabou por ser animado, apesar de o relvado estar em péssimas condições:
um autêntico batatal.

As estratégias das equipas foram assim bastante semelhantes, explorar passes longos e saídas rápidas em contra ataque, visto que o relvado não permitia nota artística.

Ambas as equipas criaram oportunidades de golo, mas a eficácia não foi a melhor e os guarda redes estiveram inspirados. Do lado portista, Leandro enchia o campo e permitia ao Porto equilibrar o meio campo. Várias oportunidades foram desperdiçadas por Leandro, André Silva e Pavlovski.

Já a Oliveirense batia num muro chamado Gudino. O jovem guarda redes portista impedia o golo com grandes defesas.

O intervalo chegou assim com um empate justo.

A segunda parte trouxe um Porto mais cansado e lento e uma Oliveirense mais prática e agressiva. Luis Castro mexeu, mas daí nada resultou.
Graça não fez mais que Pavlovski.

O jogo acabou por decidir-se na eficácia. Rui Lima foi eficaz na sequência de um lançamento e muita confusão na área portista, marcando assim o golo da Oliveirense. Do lado do Porto, houve cerimónia e pouca eficácia.

O jogo acabou por se encaminhar para o final sempre no mesmo registo, com destaque para a estreia de Rui Pedro, um avançado de apenas 16 anos e uma das maiores promessas do clube.

O resultado acaba por se aceitar face à eficácia dos da casa. No entanto, o Porto deixou uma boa imagem.
Análise individual:

Gudino - Duas enormes defesas a negar o golo ao adversário. Sempre seguro.

Victor Garcia - Fechou muito bem o lado direito da defesa. Agressivo sobre a bola. Parece regressar a um bom momento de forma.

Zé António - Voltou após uma lesão e não esteve nos seus dias. Alguns erros.

Tomás - Jogou a central, uma posição que não é a sua, mas que já fez. Acabou por realizar uma exibição séria e competente.

Rafa - Muito bem no apoio ao ataque sobretudo na 1ª parte. Sentiu algumas dificuldades defensivas.

Leandro - Melhor em campo. Um jogo de muita entrega e em que foi quase sempre o bombeiro de serviço. Com David Bruno sem rotinas de meio campo e Pavlovski sendo um médio mais ofensivo, foi Leandro a carregar o meio campo.

David Bruno - O polivalente de serviço experimentou um novo lugar, desta vez no meio campo. Foi curto para o que se exigia. Ainda assim, quase marcava numa aparição na área contrária.

Pavlovski - Apoiou bem o ataque com belos passes, mas ainda não tem o ritmo que lhe permite aguentar todo o jogo ao mais alto nível. Esteve muito perto de marcar num livre.

Pité - Encostado a uma ala nunca conseguiu afirmar-se no jogo. Muito lento e sem a intensidade necessária. Saiu tarde.

Fred - Muito esforçado, mas pouco inspirado. Não conseguiu desequilibrar.

André - Muita luta, mas pouco acerto. Muito perdulário na finalização, o que é pena pois é dos jogadores que mais cria jogo para a equipa.


Graça - Não acrescentou nada ao jogo, pouco inspirado.

Roniel - Conseguiu trazer velocidade ao ataque, mas sem efeitos práticos.

Rui Pedro - Estreia do jovem ponta de lança portista, de apenas 16 anos. Excelentes pormenores.


Por: Prodígio
Enviar um comentário
>