terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Passeio marítimo

#Marítimo #benfica #FCPorto #Joker

Nesse lugar atlântico
Ond’a terra emergiu
Há uma ilha que floriu
Com’um jardim botânico…

E em tal rara beleza
À vista do navegador
Zarco, o descobridor
Fez dela sua grandeza!

Um jardim no Oceano
Duma importância vital
Dand’o nom’a Portugal
Na disputa c’o Castelhano!

As ilhas da Madeira
Formam arquipélago luso
E nelas despont’o uso
De serem terra primeira!

E crescem n’autonomia
Do seu garbo e pendão
Dando nobreza à nação
Mesmo quando ela perdia…

Mas os valores d’outrora
Cuja honra se lavava
No fio de qualquer espada
Não são dos tempos d’agora…

E nessa ilha, um clube
Cujo nome é legítimo
“Clube Sport Marítimo”
Não faz jus ao que s’alude…

É servil e complacente
C’os poderes centrais
E os seus valores naturais
Esbatem-se perante tal gente!

S’o seu presidente se diz
Adepto dessa instituição
Como pode ter razão
Naquilo em que se contradiz?

Dando ele o exemplo
De defender nessa Liga
O interesse qu’o desdiga
De ser do benfica, ao tempo!?

E como pois querer
Ter por adeptos, Marítimos?
Que contr’o benfica, são legítimos
Querer vê-los vencer?

E é tanto esse desejo…
Que nem falta fez o Xistra
Ao não expulsar o Talisca
Como er’o seu ensejo….

Ele tant’o queria expulsar
Qu’a um minuto do fim…
Poderia causar um motim
Não foss’o Talisca Jogar…

Na próxima jornada
A Paços de Ferreira!
C’a Liga é Taça terceira
E não interessa pr’a nada!!

E tudo acabou por bem
Nesse passeio marítimo
Quase uma chapa cinco!!
Com’o benfica joga bem!!!

E ainda s’admira
O presumido presidente
Que do Marítimo, tal gente
Ao clube não adira!?

C’o esse exemplo de cima
Só podem ser do benfica!!
Que niss’o povo s’agita
Nessa apatia do clima…

"Nada farei para o Benfica não ser campeão"


 Por: Joker
Enviar um comentário
>