domingo, 17 de junho de 2012

O papel dos observadores da FPF. (CRÓNICA)









De uma forma cíclica e muito ao jeito do nosso meio desportivo, todos os anos assistimos a manifestações de desagrado pelo fraco nível de arbitragem na nossa liga de futebol, por parte de quase todos os clubes participantes, e principalmente por aqueles que não conseguiram os resultados por que tanto almejaram no início da época, como se a culpa só se possa imputar aos profissionais do apito, e nunca aos seus prórios erros de gestão desportiva, quando na minha ótica, e tendo em conta o que se vê por essa europa fora, a nossa arbitragem até se pode considerar de um nível bastante aceitável, ou não estaria representada e bem no Europeu.









No entanto, todos os que ousam colocar em causa os árbitros, por vezes esquecem-se dos observadores dos mesmos, pois estes, de uma forma anónima e pouco relevante pela comunicação social participam diretamente na avaliação dos árbitros, tendo mesmo um papel de capital importância na carreira e na gestão dos juízes do apito.

Por isso é que eu defendo que para haver verdade desportiva, todos os jogos deveriam ser filmados com o mesmo número de câmaras de vídeo para existir igualdade de direitos, e depois proceder-se a uma análise dos factos ocorridos através de uma comissão de observadores, não só no próprio recinto de jogo, mas essencialmente após o mesmo e com toda uma panóplia de imagens para garantir a verdade desportiva, onde também deveriam estar presentes um representante de cada clube participante, para se certificarem ou não das melhores tomadas de decisão de quem julga.

Por último, resta-me só dizer que também sou apologista que tudo isto seja posteriormente tornado público pelos meios de comunicação social, que só se interessam pela polémica e quase nunca pela verdade desportiva, através do visionamento dos relatórios finais dos observadores, assim como também dos relatórios dos próprios árbitros, para assim se ter a perfeita e real noção do que se apurou nos gabinetes.


Por: Natachas.

Enviar um comentário
>