segunda-feira, 4 de junho de 2012

O mercado de transferências vai entrar em ebulição.







Apesar de vivermos um período conturbado em termos económicos a nível mundial, palpita-me que o mercado de transferências em Portugal vai dar ainda muito que falar no período do chamado defeso, tanto ao nível de movimento de jogadores, mas também no que diz respeito ao trânsito de treinadores de um clube para outro.







No que diz respeito ao meu clube, FCP, tudo parece indicar que este ano os Dragões poderão realizar o maior encaixe financeiro da sua história, quando o mercado de transferências do Velho Continente começar a mexer durante e após o Europeu de futebol. Os quase 72 milhões de euros arrecadados em 2004, após a conquista da Liga dos Campeões em Gelsenkirchen poderão de longe ser superados, se como tudo leva a presumir Hulk faça parte do pacote de transferências, não pelo valor estipulado da sua cláusula de 100 milhões de euros que ninguém acreditará que isso seja possível, mas por valores a rondar metado do preço, ou ainda com a introdução de algum jogador que interesse ao FCP. E se a isto juntarmos o valor do passe de Guarín já formalizado, de Belluchi em equação, das saídas quase certas de Rolando e Álvaro Pereira, não andaremos muito longe de um novo record para os lados do atual campeão nacional, para além da eventualidade de outros negócios de eleição de última hora muito ao jeito de JNPC, tendo em conta algumas necessidades de tesouraria para resolver no imediato, tendo em conta o último relatório e contas do clube.

Quanto à dança de treinadores, apesar de Vitor Pereira ter conseguido o título com um bom final de campeonato mais compatível com as exibições a que todos estamos habituados, parece continuar a não ser muito bem-amado por um bom lote de sócios e simpatizantes do FCP, perspetivando-se pelos bastidores haver alguma hipótese de mudança, pese embora, JNPC continuar a dar sinais da continuidade do treinador atual, mas como sabemos neste mundo do futebol, nada pode ser levado a sério ou ser olhado como o mais obvio, pois muito dinheiro poderá estar em jogo como aconteceu o ano passado com Villas-Boas, e como está a acontecer no Braga com Leonardo Jardim, treinador que anteriormente já tinha sido elogiado por JNPC ainda quando este estava no Beira-Mar, assim como, a hipótese de VB retornar à sua “cadeira de sonho”, não será de excluir.


Por: Natachas.

Enviar um comentário
>