domingo, 4 de junho de 2017

Novela da Conceição



Novela da Conceição

Esta contratação 
Do novo treinador,
É um enredo do melhor!!
É uma novela d'eleição!


Esta inércia,
Este segredo (já) descoberto,
Dá-nos o momento "incerto"
Da nossa decadência...

Pagar-se um treinador
Ao Nantes!?
Nada será como dantes
Para melhor!!

E cedermos jogadores 
Pr'a termos D. Sebastião?
A Novela da Conceição 
Não passa dos bastidores...

Já não temos elan
Nem geramos audiências,
E só criamos reticências 
A quem nos veja no écran!

Esta novela 
Já gera episódios a mais,
E já sabemos demais 
Do que se revela!!

É mais do mesmo
Esta novela das nove,
Que já nada nos comove 
Nesta forma de portismo...

E se já não via televisão 
Por causa da propaganda, 
Desta novela, quem me manda
Vê-la em repetição?!

Já lhe conheç'o final 
Da tragédia humana,
Mas ainda cri mais uma semana 
Qu'isto não acabava (tão) mal...

Ah, o patrão casou c'a secretária
Outra vez?
E qual das três 
Era octogenária?

Ah, que final triste!
Saiu p'la porta dos fundos..
Ele que conquistara mundos 
De dedo em riste!!

Que queda faraónica 
Do nosso protagonista!?
E tanta novela vista 
Na mesma tónica...

Ah, claro, o regime
Ajuda!
Mas s'a novela é muda
Há que mudar o filme!!

Já não há voz 
Pr'a anunciar outra deixa?
E ninguém se queixa 
Por nós?

Está bem,
A novela vai no fim,
E neste princípio afim
Sempr'o mesmo alguém!

Mudam os rostos, 
Mas a personagem é a mesma!
E a cena quer-se uma avantesma 
Em múltiplos opostos!!

Esta novela da Conceição
Soa-me a final repetido, 
E s'o actor não foi escolhido 
Pr'a quê tal produção?

Isto é um remake,
É outra tragédia grega...
É mais uma época negra,
E um novo take...

A novela da Conceição
Nunca mais acaba...
E ainda percebi meia-palavra:
Continuação?

É uma saga
Esta trágica novela,
E eu que não vejo na tela 
Nem a Tv que se paga...

Sou obrigad'a assistir 
Ao trágico desenlace,
E numa novela sem classe 
Isto dar pr'a rir!?

Ó Conceição,
Isto é uma novela!
E quando deres por ela,
Mudas de estação!

Vais pr'a segunda divisão
Rodar outra sequela,
Porque nesta novela 
Não encontras solução!

Por isso questiona 
Nesta longa-metragem,
Como dantes tod'a imagem 
Nunca vinh'a tona

Antes do acontecimento 
Na vida concreta,
E como agora há uma porta aberta 
Ao televisionamento!?

Perdemos a capacidade 
De produzir conteúdos originais,
E as novelas são sempre iguais 
Na operacionalidade!?

E eras, tu, Conceição,
Que mudavas este enredo?
Vá, deixa-te estar no teu emprego
Sem guião!

Porque aqui o teu destino
É andares sempre expulso, 
E ao tomarem-te o pulso 
Ficares sozinho!

Há muito que há uma mordaça
Sobr'o nosso Porto,
E eras tu, no teu jeito "torto",
Que lá vencias a Madraça?

Não há sequer vontade 
Dum feliz final,
Qu'a novela tem um ideal 
De simplicidade:

Ganh'o benfica 
Porque assim tem que ser, 
E alguém tem que vencer 
Numa novela bem escrita...

Joker

Enviar um comentário
>