domingo, 20 de dezembro de 2015

Cabaz de Natal - Parte 2


O FCPorto B foi ao Seixal bater o Benfica B por expressivos 0-3. Os golos foram marcados por Rafa e Ismael Diaz (que bisou).

No onze dos dragões destaque para a ausência do goleador André Silva (convocado para a equipa principal). No seu lugar jogou Leonardo Ruiz. Em relação ao jogo com o Sporting, destaque ainda para a troca de João Costa por Raul Gudino na baliza.

A perspectiva era a de um bom jogo de futebol entre o líder da 2ª liga (FCPorto B) e o Benfica B, que apesar de ocupar o 15º lugar à partida para o jogo, tinha a vantagem de jogar em casa.

O jogo não desiludiu e foi animado. Entrou melhor o FCPorto B com mais energia e a criar algum perigo. O avançado Ismael Diaz foi o rosto principal dessa ofensiva com vários remates a levarem perigo à baliza de Miguel Santos.

No entanto, a partir dos 25 minutos, a equipa da casa começou a reagir e a criar progressivamente mais perigo. Diogo Gonçalves primeiro e Taarabt depois obrigaram Gudino a trabalhos reforçados.

Mas o caso do jogo viria passados alguns minutos... Clésio (um dos mais activos) cai na área do Porto e é assinalada grande penalidade contra os dragões. Não parece haver falta. No entanto, na marcação do castigo máximo, Taarabt faz um passe a Gudino e o resultado não se altera.

Até ao intervalo, destaque para mais um lance de golo para o Benfica B. Diogo Gonçalves aproveita alguma passividade dos jogadores do Porto e remata ao ferro.

Assim chegou o intervalo. Apesar do jogo equilibrado e entretido, o nulo ao intervalo favorecia claramente o Porto, visto as melhores oportunidades terem pertencido ao Benfica.

No entanto, a segunda parte seria outra conversa...

Uma conversa que começou com o golo do FCPorto B logo aos 47 minutos. Francisco Ramos é travado em bom posição e na marcação do livre o lateral Rafa surpreende com um remate rasteiro. O 5º golo do jovem defesa no campeonato foi o 1º do Porto na partida.

Ainda estava o Benfica B a processar o golo sofrido... e GOLO! Outra vez? Sim, outra vez. O destemido Ismael (quem mais?) marca após jogada individual. Os níveis de eficácia e de confiança do Porto estavam em alta.

O meio campo portista começou também a estabilizar e a atingir o nível habitual com o triângulo complementar a funcionar na perfeição. Omar, Francisco Ramos e Graça provaram mais uma vez que são os três homens mais fortes que o Porto pode ter no meio campo.

O Benfica sentiu e muito os golos e o Porto passou a dominar. Podia mesmo ter chegado ao terceiro logo a seguir pelo central Maurício ou um pouco depois por Ismael, mas os remates falharam o alvo.

Por esta altura os jogadores do Benfica já não podiam olhar para a cara de Ismael e devem ter ficado tristes quando Luis Castro preferiu tirar Gleison para a entrada de Cláudio.

Até porque logo a seguir... QUEM MAIS? Ismael a marcar o 2º da conta pessoal e o terceiro do FCPorto. Um diabo à solta mas este não era vermelho.

A partir daqui, o Porto relaxou um pouco no jogo e permitiu mais domínio ao Benfica, mas as estocadas estavam dadas e não havia mais nada a fazer.

Depois do 4-0 ao Sporting... e para não haver zangas lá pela segunda circular... era necessário ganhar também ao Benfica.

O FCPorto B segue assim isolado no 1º lugar da tabela.


Análise individual:

Raul Gudino: Boas defesas, sempre seguro. Defendeu um penalti fraco.

Victor Garcia: Bom jogo com vários cruzamentos e incursões perigosas.

Chidozie:
Passou por dificuldades na 1ª parte como de resto toda a equipa. Mas sem erros de maior.

Maurício: Boa exibição na defesa. Podia ter marcado de cabeça.

Rafa: O habitual ímpeto ofensivo e um golo que abriu o marcador. Algumas dificuldades na defesa sobretudo na 1ª parte.

Omar Govea: Bons cortes. Um jogo regular.

Francisco Ramos: Melhorou na segunda parte e atingiu o nível habitual.

Graça: Também melhorou na segunda parte e a equipa agradeceu já que é dos jogadores mais influentes.

Gleison: Um pouco ofuscado por Ismael, ainda assim fez um bom jogo. Consistente.

Ismael: Melhor em campo. Foi o terror do Seixal. Esteve bem mesmo no pior período da equipa e quando a equipa arranjou forças para o acompanhar, partiu a loiça toda. O primeiro golo é fantástico.

Leonardo: Passou um pouco ao lado do jogo, mas nunca deixou de lutar.


Claúdio: Alguns bons pormenores.

Verdasca: Sem tempo.

Pité: Entrou perto do fim, mas ainda falhou uma bela oportunidade.

FICHA DE JOGO

BENFICA B-FC PORTO B, 0-3
Segunda Liga, 22.ª jornada
19 de Dezembro de 2015
Caixa Futebol Campus, no Seixal

Árbitro: Jorge Ferreira (Braga)
Assistentes: Paulo Vieira e Inácio Pereira
Quarto árbitro: Nuno Manso

BENFICA B: Miguel Santos; Clesio, Lindelof, Rúben Dias e Pedro Rebocho (cap.); Dawidowicz, João Teixeira e Diogo Gonçalves; Taarabt, Nuno Santos e João Carvalho
Substituições: Nuno Santos por Sancidino Silva (35m), Diogo Gonçalbes por Bilal (71m) e Rúben Dias por Sarkic (77m)
Não utilizados: André Ferreira, Gilson Costa, Alexandre Alfaiate e Yuri Ribeiro
Treinador: Hélder Cristóvão

FC PORTO B: Raúl Gudiño; Víctor García, Chidozie, Maurício e Rafa; Omar Govea, Francisco Ramos (cap.) e Graça; Gleison, Ismael Díaz e Leonardo
Substituições: Gleison por Cláudio (74m), Graça por Verdasca (81m) e Leonardo por Pité (85m)
Não utilizados: João Costa, Rui Moreira, Tomás Podstawski e Sérgio Ribeiro
Treinador: Luís Castro

Ao intervalo: 0-0
Marcadores: Rafa (48m), Ismael Díaz (50m e 75m)


Por: Prodígio 
Enviar um comentário
>