domingo, 6 de dezembro de 2015

14 jogos depois...


Após 14 jogos sem perder para a 2ª liga, o FCPorto B voltou às derrotas. Os jovens dragões perderam na visita ao Feirense (2º classificado) por 1-0.

No onze portista registaram-se muitas alterações em relação ao encontro com o Farense. Desde logo o regresso de Gudino à baliza, mas também os regressos de Maurício ao centro da defesa, de Rafa ao lado esquerdo, de Omar Govea ao meio campo e de Gleison e André Silva ao ataque.

O jogo esse foi extremamente disputado, mas também extremamente aborrecido. Duas equipas muito niveladas passaram 95% do tempo de jogo numa disputa incansável a meio campo. Foram raras as situações de golo com ambas as equipas a não conseguirem atacar de forma consistente.

Ainda assim, na 1ª parte acabam por pertencer ao Feirense as duas situações mais perigosas. Primeiro num remate ao poste, depois num lance em que Gudino salva Chidozie de marcar na própria baliza.

Do lado do Porto, realce para um remate perigoso de Francisco Ramos e um remate às malhas laterais de André Silva.

E foi isto... no resto do tempo as equipas limitaram-se a lutar e a correr quase sempre de forma inglória. Um jogo muito cansativo para os homens de meio campo de ambas as equipas.

A segunda parte foi uma réplica da primeira. E nem mesmo a entrada de Ismael para o lugar de Ruben Macedo dá ao Porto nova vida.

Com o avançar do jogo, parecia claro que o Porto precisava de refrescar o seu meio campo. Francisco Ramos e Graça arrastavam-se e Omar Govea perdia a cada minuto o esclarecimento que normalmente o caracteriza.

No entanto, Luis Castro resolve mexer outra vez, mas no ataque. Retira Gleison para a entrada de Leo Ruiz. Nada muda, porque de facto não era ali que a batalha se disputava.

Num jogo tão equilibrado, o resultado só se podia alterar num lance de génio ou num erro. E acabou por ser um erro a decidir o jogo. Omar Govea chega tarde e faz falta dentro da área. Penalti para o Feirense e expulsão para Omar. Estava decidido o jogo.

Com este resultado a vantagem do Porto B sobre o Feirense fica reduzida a 4 pontos. Ainda assim, os jovens dragões continuam firmes na liderança da 2ª liga.


Análise individual:

Raul Gudino: Uma defesa a salvar um auto golo de Chidozie. Exibição regular.

Victor Garcia: Dos mais activos sempre a tentar ajudar o ataque.

Chidozie: 2 erros marcaram a 1ª parte. Recompôs-se na 2ª.

Maurício: Bom jogo sem grandes percalços.

Rafa: Alguns problemas a defender. Não ajudou no ataque.

Omar: Boa 1ª parte com a eficácia habitual. Começou no entanto a complicar na 2ª parte com algumas perdas de bola. Fica ligado ao golo do Feirense ao fazer o penalti e acaba expulso.

Francisco Ramos: Dos melhores na 1ª parte. Perdeu fulgor e discernimento na 2ª parte.

Graça: Apagado do jogo. Pareceu arrastar-se na 2ª parte.

Ruben Macedo: Sem espaço para fazer as suas arrancadas.

Gleison: Muito pouco espaço lhe foi dado. Acabou por sair sem grande registo.

André Silva: Engolido pela muralha defensiva do Feirense.


Ismael Diaz: Entrou na 2ª parte, mas passou ao lado do jogo.

Leo Ruiz: Passou ao lado do jogo que se disputava sobretudo a meio campo.

Tomás: Para equilibrar a equipa após a expulsão de Omar Govea.
Ficha de jogo:

FEIRENSE-FC PORTO B, 1-0
Segunda Liga, 18.ª jornada
6 de Dezembro de 2015
Estádio Dr. Marcolino de Castro, em Santa Maria da Feira

Árbitro
: Bruno Esteves (Setúbal)
Assistentes: Venâncio Tomé e Rui Teixeira
Quarto árbitro: João Pinho

FEIRENSE
: Makaridze; Barge, Ícaro, Nuno Diogo, Serginho; Vasco, Cris Santos (cap.), Fabinho; Erivaldo, Kukula e Platiny
Substituições: Micael Freire por Erivaldo (64m) Tiago Jogo por Barge (86m)
Treinador: Pepa

FC PORTO B: Raúl Gudiño; Víctor García, Chidozie, Maurício e Rafa; Omar Govea, Francisco Ramos (cap.) e Graça; Gleison, Ruben Macedo e André Silva
Substituições: Ismael Díaz por Ruben Macedo (56m), Leonardo por Gleison (74m), Tomás Podstawski por Graça (76m)
Não utilizados: André Caio; Pité, Cláudio, Sérgio Ribeiro
Treinador: Luís Castro

Ao intervalo: 0-0

Marcadores: Platiny (76m)
Disciplina: cartão amarelo a Omar Govea (55 e 75m), Icaro (57m), Barge (58m), Graça (58m), a André Silva (90+2) e cartão vermelho a Omar Govea (75m)

Por: Prodígio
Enviar um comentário
>