sábado, 17 de outubro de 2015

O processo


Está a um euro, por cabeça
O pedido d’indemnização,
Que lá ped’a instituição
Ao Jesus como sentença!

E é desse somatório
Pelo número d’adeptos…
Qu’esses números, por correctos,
Valem como peditório!

Uma operação coração
Convertida em processo!
Qu’até Kafka está perplexo
C’oa fórmula da sanção!?

Há tod’a originalidade
Num processo de revista,
Cuja acção lá seja vista
Com tod’a credibilidade!

Pois a “Sábado” da Cofina
Serve como tribunal,
E o culpado como tal
É julgado por quem opina!!

Pois o Josef, como Jorge,
É suspeito dum tal crime…
Que nisto há quem o afirme
Qu’ele saiu, mas não foge!

E sem saber da razão
Desse crime “lesa pátria”,
Tem-se o Jorge como pária
Na sua própria nação!!

Pois como vencedor
Nesse clube do regime,
Se veja nisso tal crime
Porque saltou do andor?!

E na fórmula do pedido
Cuja acção virou processo,
Não se vê qualquer excesso
No valor reconvertido!?

São 14 milhões!!
E dá 1 euro por adepto!!
E nisto Kafka estava certo
Nas suas alucinações!!

Só num mundo bem “real”
Já se sabe condenado,
Sem processo formulado
E mesmo sem tribunal!!

E da culpa já formada
Se tem plena presunção,
Daí tanto milhão…
Numa pena atenuada!?

Pois a pena por limite
Não contempla o pedido,
E s’o clube ressarcido
No seu valor de clubite

Seria sanção pesada
Pois que só nas Caraíbas,
Vivem lá 300 vidas
P’la causa encarnada!

E se for na Indochina
O valor é duplicado!
Tod’o Khmer é encarnado
Nessa veia assassina…

E na ilha de Galápagos
O que vive de passarada!
Cuja quota encarnada
Está em dia, e sem encargos…

Na contagem doutra parte:
D’adeptos no Universo!
Quantos somam ao processo
Só os que vivem por Marte?

Ui, o qu’aí vai de benfica
P’lo espaço sideral!!…
E tinha kafka por brutal
A justiça sem a ética…

No processo entrevisto
Na revista e no Barreiro,
Qual deles é o primeiro
Que deu entrado no registo?

E qual é a pretensão
Neste duplo julgamento,
Se ao Jorge o aumento
Veio dessa negação?

Ah, é matéria de prazo
Diz no processo, o autor!
E traiu o empregador
Porque saiu com atraso?

E se nisso levou consigo
A tão célebre estrutura!?
O processo é a loucura:
Kafka c’o seu “inimigo”!…

Por: Joker
Enviar um comentário
>