quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

O João? Pode ser, o João!


O João? Pode ser, o João!

O João subiu na vida
E já é vice!!
E quem o vê e quem o visse 
No trajecto de subida!!

Que nisto não acredita 
No mérito de tal ascensão? 
E hoje a "bola na mão"
Quem bem a explica!!

Pode ser, ó João!
Estamos bem ilustrados,
E os conselhos estão bem dados 
Nessa razão!!

Pois sim,  tem lógica,
A felicidade nas decisões,
Todas elas em tais lições 
Da melhor óptica!

O João... Quem diria!?
O nosso vice-presidente!!
E continuar tão coerente 
No que beneficia...

Sim, pode ser o João!
Não há modelo mais sincero, 
Pr'a proclamação do erro 
Sem intenção!!

Pode ser, ó João!
Estamos nisso convencidos, 
Qu'os jogos foram bem conseguidos,
Na decisão!

Não houve interferência 
Nos pontos já reunidos,
E os árbitros estão absolvidos...
Con-tinência!!

Ali está o major
Qu'um dia passou a João
Por grande predileção 
Par'o Jamor!!

E são estes os do Conselho,
Ditos militares de carreira,
Sempre na Carregueira 
Em disparo esguelho...

O João? Pode ser o João!
Qu'esse é neutral!
E tem um dom natural 
Par'a acusação!

O major, testemunha
Da sanção do túnel, 
E de pront'a Tenente-Coronel 
Pr'a comandar a coluna!!

Árbitros-militares,
O Ferreira, o Henriques
E nel'os mesmos tiques 
"Disciplinares"...

Sempr'a vermelho 
E palas por boinas,
E querem-se estes moinas 
No Conselho???

Só par'o desígnio 
Do tetra,
Qu'o João aperta 
Essse domínio...

E já faz o "Disclaimer"
Que "bola na mão"
Também dá campeão 
À queima!!

Depende da distância, 
Da intenção do braço, 
E se nisso há cansaço 
Que lhe tire importância...

São boas decisões 
Até então tomadas, 
E nas próximas jornadas 
Já se têm campeões!

E no caso de bater,
Decidir sempr'a vermelho,
Qu'assim gost'o Conselho 
E ao João, tal parecer...

Pode ser?
Pode ser, João?
Bola na mão?
Mão na bola, queres ver!?

Joker

Enviar um comentário
>