quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Pirataria…


Tanta histeria
Na voz do Mendonça…
No seu bafo-de-onça
Gritav’o que queria!!


Er’o “Imperador”,
E do Gaitán, magia!!
E do Luisão sabia
Mais qu’o comentador!

E o Tadeia ao lado,
Via o mesmo jogo!?
Nesse eterno rogo
P’lo lado encarnado!

Ganhavam ao turco,
Um colosso Europeu!
Qu’o jogo perdeu
Por jogar tão curto…

Era só atacar
Como quando perdiam,
Que nisso venciam
E sem empatar…

E perdia o pio
O tal “jornalista”,
Que para corista
Só lhe falt’o brio!

Pois era tudo seu,
Na Tv da taxa!
Qu’a todos rebaixa
Porque ensandeceu?

E grit’a “glorioso”
Melhor que na Btv!?
Qu’ela só se vê
Num sinal “culposo”!

Que nisso, Inácio!
Não há quem o seja,
Ainda que mal se veja
O jogo em silêncio…

Pois lá quem aguenta
Ouvir o Conduto?
E o Calado, culto,
No que comenta?

Mas se por pública
É a RTP,
Quem sab’o porquê
De tanta acústica?

Não há respeito?
Não há decoro
Por tanto mouro
Gritar o “feito”?

É a descoberta
Doutro benfica!!
E a Europa grita
De boca-aberta!?

Venceu o grupo,
Este Vitória?
E s’isto é glória…
Vencer o turco?!

E “qualificados”
Abrem jornais!
Qu’eles são mais
Qu’os contabilizados…

Só na TV
Enchem redacções,
Não são milhões…
Mas quem os vê

Sabe a razão
Destas “notícias”!
Pois são sevícias
Por informação!

E assim se segue
Neste país…
Que de tal cariz
Há quem lhe pegue?

Vive centrado
No seu umbigo,
E só por castigo
É televisionado!?

Pois já se sabe
Qu’eles têm partido,
E um clube antigo,
Onde tudo cabe!

Independência?
Um código d’ética?
Uma TV por estática
Nesta interferência!?

Mas que gritaria
Por vencer o turco…
Não há nisto um surto
De pirataria?



Por: Joker
Enviar um comentário
>