segunda-feira, 14 de julho de 2014

Alemanha

#mundial #Brasil #Alemanha #Mundial2014 #FIFA #Joker



Dizem que perdeu a guerra
Ficando de cócoras exposto 
Tod’o um país em desgosto
Em tantas mortes por terra…

Orgulhosos dum passado
Que fraccionário se tinha 
O século dezanove adivinha 
Da Germânia, “grão-ducado”!

E nas duas coroas rivais
Que disputavam a língua 
Como razão contigua 
Dos alemães como iguais

Foi a Prússia a percursora 
Da unificação desses estados
Contr’os habsburgos esgotados 
No imperialismo d’outrora

E nasce a nação alemã
Garbosa dessa mitologia 
Qu’a essa Europa trazia
O nacionalismo de clã!

As tribos invasoras 
Dessa velha “Roma”
Do passado reclama 
Fronteiras duradouras…

Por contradição
Aos desejos dos “francos”
“Os cavaleiros teutónicos”
Investem por sua razão!

Unificados no germânico 
Os pequenos estados-tampão
Frutificam-se na nação 
Dum novo poder titânico!

E em séculos imperiais
Ond’as famílias dos Reis 
Se cruzavam pelas leis 
Em tantos países rivais…

Acabaram a disputar 
As rivalidades antigas
Em novas coligações, Ligas
De entre-ajuda militar!

E no equilibrio imperfeito
De fronteiras movediças
Há impérios de premissas
Que justificam o pleito!

Na morte do pretendente 
À coroa da Austria-Hungria
Um sérvio dá mote ao dia
De ser a Europa, continente…

E por lá já se deflagra 
A primeira guerra mundial!
Um choque de valor igual
Ao que nesse século se trava!

Duas guerras em trinta anos
Qu’a segunda motivada 
Por uma Alemanha estagnada 
E humilhada nos planos…

Como qu’a querer provar 
Tod’a força dum povo 
O país nasce de novo 
N’outro século a dealbar

Constrangido nesses actos
Inumanos, impiedosos!
Contra etnias e povos 
Nesse racismo e pactos!

Mas qual o povo inocente
Que nunca ousou atentar
Contr’a outro povo, lugar…
E renegar o presente?

Não entend’a acusação
De terem perdido duas guerras
Perdendo gente e terras
Nessa maior alusão!

E nisso se decalcar 
Esse gozo de rosto cínico 
Para provar o declínio 
De tod’o um povo e lugar?

Há que vislumbrar a história
Como prova de ensinamento 
E dar o justo reconhecimento 
De tod’o um povo em memória!

E não se servir da mesma
Pr’a escamotear os pecados 
Dos nossos actos jogados
Como explicação tão pequena….

E nisso saber reconhecer 
O mérito a quem o tem!
A Alemanha também…
Que tanto fez por merecer!

Parabéns, Mannschaft!


Por: Joker 
Enviar um comentário
>