quinta-feira, 29 de março de 2018

UM REGIME DE EXCEÇÃO

                 

 UM REGIME DE EXCEÇÃO
Já há muito que se conhecem os contornos das operações vouchers, e-mails, e-toupeira e demais “casos” que envolvem figuras gradas do Benfica.
Já há muito que todos vimos assistindo por parte dos “cartilheiros”, clube e comunicação social arregimentada ao Regime, a tentativa de minimizar os impactos, de tentar estupidamente desmontar e desqualificar quem investiga, de lançar cortinas de fumo virtuais tentando desviar as atenções das investigações que decorrem para cenários fictícios e propositadamente criados por quem comanda ou dirige esse Clube.
A intenção e apenas e só que se deixe de falar e comentar tudo aquilo que tem vindo a público e que é extremamente grave.

Não estranhamos os casos Estoril-FCP, o caso Kléber, o caso Wagner, as dividas do SCP ao Braga, não estranhamos o que mandam Vieira dizer … não estranharemos tudo o que daquele antro vier.
Mentira sobre mentira, aldrabice sobre aldrabice, fugas para a frente sob fuga para a frente ... vale tudo para justificar o que andaram a fazer nestes últimos 10 anos.
Semana a semana a isso assistimos, semana a semana vamos ouvindo os maiores disparates, as maiores burrices para justificar o que não tem justificação e é classificado como o maior escândalo de sempre do futebol português e quiçá do futebol mundial … um Clube que mafiosamente criou forma de controlar, comandar e dirigir a seu bel-prazer o futebol português.
Todos sabemos que não vai ser fácil condená-los, cada vez percebemos melhor até onde se estendem os tentáculos do Polvo Vermelho … até o Sr. Primeiro Ministro comete a gaffe que comete em plena Assembleia da República. Da parte de um 1º Ministro é uma declaração patética mas não infeliz, porque ele sabe o que estava a dizer e com que propósito e intenção o disse … a defesa do Regime !!!
Esperamos e desejamos que também aqui a Justiça não falhem, ela que já tanto falhou até aqui, permitindo possivelmente o apagar ou destruir de provas, a adulteração de processos, a viciação dos mesmos … a tudo já assistimos.
Mas queremos acreditar que este é mesmo um País aonde ainda se cultiva a Democracia, e numa democracia a Justiça tem forçosamente de funcionar.
Numa Democracia a Justiça tem de condenar esta gente.
Já percebemos que anda por aí muita gente preocupada com a forma como os emails, no fundo as provas de tudo o que os senhores dirigentes desse Clube andaram a fazer, tentando que essas provas sejam consideradas inválidas … Ou seja, não importa os atos ilícitos e criminosos que foram e parece que continuam a ser cometidos, mas sim a forma como essa gente foi desmascarada … assim a modos de que passo à porta do meu vizinho e ouço-o a combinar um homicídio ou um outro crime e denuncio o mesmo às autoridades, mas azar dos azares a denúncia não é válida porque eu não devia ter passado naquele instante à porta do meu vizinho … passados 3 dias da minha hipotética denúncia o crime acontece.
Isto é o que se passa hoje em Portugal.
Comunicação Social controlada, tiramos o chapéu aquela que consegue libertar-se do jugo e faz um verdadeiro trabalho de interesse público, divulgando e dando a conhecer a todos nós, as barbaridades, as atrocidades, as mentiras, as chantagens, as aldrabices, a viciação criada à volta da estrutura que manda no futebol … enfim, toda a vergonha que aquele Clube tem feito nestes últimos anos.
E entretanto eles vão continuando a sua fuga insistentemente para a frente, mas pode ser que de tanto fugir o trambolhão seja ainda maior.
Que deixem a Justiça funcionar neste Regime de Exceção.

1 abraço,

FCP1893


Enviar um comentário
>