quarta-feira, 14 de março de 2018

Gabinete de crise



Gabinete de crise

Deu-se a tragédia, 
O grande cataclismo!!
Hoje o benfiquismo
É a nossa maior comédia!

Um gabinete de crise,
Conta-nos o Orelhas!?
E balem as ovelhas 
Em constante reprise!..

O benfica é uma referência,
É a maior marca!!
E até a justiça é fraca 
Contra tal ingerência!

O Estado de Direito
Não se pode valer, 
Se se lhe opuser o poder 
Do maior suspeito!!

Pois este Estado 
Está cheio de toupeiras,
E valem-se das cegueiras 
De tod'o adepto infiltrado...

Esta doença antiga
Que há muito nos mata,
É a parte mais fraca 
Desta dita Liga...

Mas que perpass'o desporto
Ao nível das mentalidades, 
Onde valem tod'as arbitrariedades 
Pr'a se ganhar ao Porto...

Esta vaga d'apitadores,
De conselheiros, juristas, 
D'oficiais e legistas, 
E toupeiras por castores...

Esta pequena gente,
De mentes "gloriosas",
E com vastas nebulosas 
No seu percurso "decente"...

As toupeiras da justiça
Montam um gabinete
De crise!? Que topete
À linguística!!

Delinquentes 
De mangas d'alpaca!
Raça que não se topa 
Na mais comum das gentes...

Gente de vida normal 
Convertida em criminosos, 
Pr'a serem os novos "gloriosos"
Na elite da catedral!?

Pr'a se mostrarem ao poder
E à bajulação, 
E serem homens de mão 
Em nome d'assim se vencer...

"Vence-se" assim na vida 
E no desporto, 
E o regime já vai morto 
Porqu'a justiça é servida!?

Morre a democracia 
Às mãos deste poder,
E o país quer crescer 
Na economia?!

A Geringonça política 
Só gosta de futebol jogado, 
Porqu'a corrupção não é um dado 
Na nossa estatística...

E s'até o Mexia 
Vive bem c'os seus milhões,
Menos ganharia s'aos "campeões"
Assim s'os descia...

À segunda divisão
Da ignomínia e  da vergonha;
Mas pr'a quem c'o isto sonha
Não passa duma ilusão...

Pr'o benfica descer 
De divisão,
Tod'a esta nação 
Ruía no poder!!

Pois quem nisto ordena
Vai chutar pr'a canto, 
Qu'o benfica tem o manto 
De quem governa!!

E mesmo criminoso
Com tod'as provas materiais, 
Fazem-se novas perícias manuais
E iliba-se o "glorioso"!

Vai o Gonçalves ao xadrez
Por ser "portista ferrenho",
E vai o oficial por mau engenho
E estupidez!

E prova-se o interesse pessoal 
Dos dados de tais processos,
Por estarem com eles conexos 
Um erro processual!!?

E assim viv'o benfica 
E o seu novo gabinete,
E aos advogados d'elite 
Qu'ali industriam a "busca"!!

Porque ali gravit'o poder,
Naquela tribuna d'honra,
Qu'a este país a desonra 
É quem lá se tem por ter...

Por ter esse poder,
Esse desiderato do gesto, 
E deixar sentir ao resto 
Que não se basta querer...

É preciso um arsenal 
De políticos, oficiais, 
E de muitos poderes factuais 
Com que se faz Portugal,

E nisso se ser um penta,
Já c'o Costa e o Centeno, 
A ostentarem um leve aceno 
A quem com eles ali se senta!!?

Esse ladrão de camiões, 
O arguido da "Lex",
Que pr'a si já é um mix 
Por devedor de milhões!!

E o regime aplaudir 
Esse feito tão desejado, 
Como se D. Sebastião fosse retornado 
D'Alcácer-Quibir!?

E assim c'o país ao rubro
A crise já ser passado, 
E o gabinete já estar tomado 
Pela comissão do "encubro"!

E tomar-se já o Marquês 
P'lo povo, p'la nação!!
O benfica ser campeão 
De Portugal, outra vez!!

É o penta, é o penta!
É o único com futuro!!
É o clube em cujo auguro
O regime s'aguenta...

Joker
Enviar um comentário
>